05/02/2017

Capítulo 15. Birthday


O dia para Dianna havia sido cheio de emoções! Ao acordar ela foi surpreendida com um lindo café da manhã preparado por Demi e Miley. Depois, elas foram até o centro da cidade fazer compras e passaram o resto da tarde em um spa. Estava sendo uma tarde muito divertida entre mãe e filhas e Demetria não podia estar mais feliz por poder passar aquele momento com as pessoas que ela mais amava no mundo. Quando estava com sua mãe e sua irmã, ela se sentia uma pessoa melhor, uma pessoa boa. Enquanto as garotas estavam encarregada de manter Dianna ocupada, Paul estava responsável pela decoração da festa, Demi havia contratado um organizador de festas então Paul estava apenas responsável por indicar aonde cada coisa ficaria.

— Obrigada por esse dia incrível, meninas. — Dianna disse assim que elas adentraram no carro, aquele dia havia sido muito especial pra ela. Fazia dez anos que ela não comemorava seu aniversário com toda a sua família reunida, e finalmente depois de tantos anos Dianna podia dizer que sua família estava completa, claro que ainda faltava seu falecido marido mas ele sempre estaria vivo em suas memorias e isso lhe confortava muito. 


Casa da Dianna, 05:10 da tarde.


O quintal dos fundos aonde aconteceria a festa já estava perfeitamente decorado! Os tons de rosa e dourado tomava conta da decoração. Havia várias mesas redondas espalhadas pelo quintal, havia também uma mesa maior de vidro com os bolos, doces e as lembrancinhas. Estava tudo perfeito e Paul sabia que Dianna iria adorar cada detalhe! Os convidados estavam chegando aos poucos, eram apenas amigos próximos à família e algumas crianças do bairro que já estava brincando pelo enorme quintal.

— Meus amores. — Paul disse sorrindo assim que avistou Selena e a família. Eles sorriram e cumprimentaram Paul com um breve abraço.

— Está tudo lindo, Paul. — Selena disse admirando a decoração. 

— Demetria contratou um organizador, nem nos meus melhores sonhos conseguiria fazer uma obra de arte dessas! — Eles riram e Paul os acompanhou até uma mesa privilegiada. 

— Joseph não chegou? — Nicholas perguntou enquanto sentava em uma das cadeiras, Paul negou com a cabeça e encarou seu celular novamente, já era para Joseph ter chegado mas não conseguia falar com o filho desde manhã. 

— Ainda não mas ele me garantiu que viria. — Selena percebeu a aflição na voz dele, se Joseph não aparecesse seria uma enorme falta de consideração.

— Cadê a Sophia, vovô Jonas? — Daniel perguntou olhando em volta observando as outras crianças brincarem pelo quintal, Paul sorriu e alisou o cabelo do garotinho.

— Sophia está com a mãe dela, elas chegaram em breve, não se preocupe. — O pequeno assentiu e decidiu se juntar aos outros amiguinhos que brincavam ali perto. — Eu vou recepcionar os outros convidados, fiquem à vontade. — Eles assentiram e Paul saiu indo até a porta.

— Isso aqui está muito chique, em? Tem até garçons. — Nicholas disse brincando quando um garçom passou por eles e ofereceu uma taça de champanhe.

— Demetria é rica, você acha que ela iria servir salgados e bebida para nós? — Liam perguntou atrás de Nicholas, Selena riu e concordou com o amigo, ele tinha razão. Servir bebidas e salgados não fazia parte da realidade de Demetria.

Aos poucos o local foi enchendo e os convidados foram se acomodando nas mesas. Paul sentiu o celular vibrar em suas mãos, era uma mensagem de Miley avisando que elas haviam acabado de chegar. Ele respirou fundo e virou-se para os convidados. — Elas chegaram, pessoal. — Paul apagou as luzes e todos levantaram para receber as aniversariantes. A porta foi aberta vagarosamente e todos gritaram juntos: — SURPRESA! — Dianna arregalou os olhos assustada mas logo um sorriso brotou em seus lábios. Sophia não entendia nada do que estava acontecendo mas sorriu animada ao ver aquele monte de gente, ela se contorceu no colo da mãe querendo ir para o chão assim que avistou as outras crianças, apesar de ser pequena, Sophia sempre queria estar no meio da bagunça.

— Então era isso o que vocês estavam aprontando? — Dianna disse emocionada fazendo os convidados rirem.

— Feliz aniversário. — Demi e Miley disseram juntas e um abraço em família foi selado enquanto os demais convidados aplaudiam aquele momento. Dianna sentiu seus olhos encherem de lágrimas enquanto desfrutava do abraço das três pessoas que ela mais amava no mundo inteiro. Depois de alguns minutos, elas partiram o abraço aos poucos e sorriram uma para outra.

— Mãe, não chora. — Demi sorriu, beijou a bochecha da mãe e limpou as lágrimas de Dianna com o dedão carinhosamente. — Eu e Miley fizemos tudo isso pra você e Sophia, espero que goste e que termine de aproveitar o dia com todos os seus amigos.

— Nós te amamos muito. — Miley disse sorrindente, Dianna beijou a testa de cada uma delas, celebrar seu aniversário com toda sua família reunida era o melhor presente que poderia receber.  — Seus amigos estão lhe esperando para cumprimentá-la. — Dianna respirou fundo, sorriu e foi até os convidados cumprimentá-los. Ao avistar o namorado sentado junto com os amigos, Miley sorriu e caminhou até lá deixando Demetria sozinha. Demi correu os olhos pelo local procurando pelo marido mas não o encontrou em lugar nenhum, checou seu celular e nada! Ele havia prometido que estaria lá, não queria acreditar que ele não iria aparecer para o primeiro aniversário da própria filha.

— Você está linda. — Liam disse dando um breve selinho na namorada, Miley sorriu sentindo as bochechas corarem e encostou a cabeça no ombro dele. — A mais bonita da festa. — Falou baixinho depositando um beijo no topo da cabeça dela. 

— Eu amo você. — Miley falou com um sorriso bobo no rosto. Liam sempre lhe deixava assim, sorrindo para as paredes e com borboletas no estômago. 

— Estamos aqui casal melação. — Nick disse interrompendo o momento deles, sempre tinha alguém para atrapalhar quando não era Joseph, tinha Nicholas. Miley revirou os olhos e mostrou língua para ele. 

— Cadê Joseph? — Perguntou estranhando, já era para ele ter chegado. 

— Ele está atrasado. — Nick disse enquanto tomava um gole da sua cerveja. Miley assentiu intrigada, Joseph atrasado era um pouco inusitado, ele era a pessoa mais pontual que ela conhecia.

Uma música animada tomou conta do local e alguns convidados levantaram para dançar. Demi suspirou, desceu as três escadinhas que dava acesso ao quintal e pegou uma garrafa de cerveja, olhou em volta e sorriu, estava tudo indo bem, do jeitinho que ela tinha planejado. As pessoas estavam se divertindo, Dianna não tirava o sorriso do rosto e todas as pessoas que sua mãe gostava estavam reunidas, mas falta ainda faltava uma pessoa, Joseph! Será que ele não viria? Correu seus olhos pelo quintal e não o encontrou em lugar nenhum, nem mesmo com os amigos, tinha certeza que escrevera um convite com o nome de Joseph, será que ele lhe odiava tanto a ponto de não aparecer numa festa só porque fora organizada por ela? Demi deu um longo gole em sua cerveja e se auto repreendeu, ela se importava? Não, não se importava! Mesmo com o som alto, Demi conseguiu ouvir o som da campainha, ela deu uma última olhada na filha que estava brincando com um garotinho fofo, caminhou até a porta e assim que abriu deu de cara com Bradley, ele segurava um ursinho e um buquê de flores.

— Eu sinto muito pelo atraso! Eu perdi o voo, sinto muito amor. — Demi suspirou mas não sabia se era de alivio por ele ter aparecido ou decepção por ter esperado tanto dele. — Não fica chateada comigo, o importante é que eu cheguei à tempo. — Disse puxando Demetria pela cintura. Demi apoiou uma das mãos no peito dele enquanto segurava a garrafa de cerveja com a outra. Ela estava chateada! Havia pensado que quando chegasse Bradley estaria ali para recepcionar sua filha com um grande parabéns e um abraço mas não iria brigar com ele ali, era o dia da sua mãe e da sua filha, e não queria estragar aquele dia por nada. — Eu senti tanto a sua falta. — Falou acariciando a bochecha dela com o nariz, Demi fechou os olhos sentindo aquele carinho. Havia esperado semanas por aquele momento mas agora parecia tão errado... ela não se sentia mais segura nos braços dele e quando Bradley colou seus lábios em um beijo, ela demorou para se entregar ao momento. — Aquela casa parece enorme sem você, céus, você nem imagina a falta que faz! 

— Podemos conversar sobre isso outra hora? É o aniversário da minha mãe e da nossa filha, eu quero que o dia seja apenas sobre isso. — Bradley sorriu e assentiu beijando a testa dela.

— Você tem razão, vamos deixar pra falar sobre nós à noite. — Sorriu malicioso e deu um breve selinho nela. Demi sentiu as bochechas corarem quando viu que alguns vizinhos curiosos observavam a cena. 

— Vamos entrar. — Demi entrelaçou suas mãos e quando eles chegaram no quintal, ela sentiu a maioria dos olhares sobre eles e sentiu as bochechas corarem ainda mais, Bradley estava com um terno perfeitamente alinhado em seu corpo e de longe dava pra ver que ele era um homem poderoso e de negócios. — Dianna. — Ele sorriu assim que avistou a sogra e ofereceu o buquê de flores para ela.

— Bradley, como você está? — Dianna perguntou simpática e recebeu o buque de bom agrado.

— Eu estou bem, queria lhe desejar um feliz aniversário e espero que tenha aproveitado muito seu dia. —Demi se afastou um pouco para pegar Sophia que estava nos braços de uma das convidadas.

— Aproveitei sim, muito obrigada pelas flores. 

— Não precisa agradecer. — Sorriu e piscou. — Céus, como ela cresceu. — Falou assim que Demi se aproximou com a garotinha no colo. Ele pegou a menina no colo e ofereceu o ursinho que estava em suas mãos, a pequena agarrou o ursinho mas começou a ter uma crise de espirro.

— Ela tem asma, amor. — Demi disse retirando o ursinho das mãos dela, o que ela menos queria no momento era que sua filha tivesse uma crise de asma.

— Sinto muito, eu tinha me esquecido. — Fez careta.



***


Joseph sorriu quando a vendedora entregou a sacola com duas caixinhas dentro, ele agradeceu à senhora simpática e saiu da loja. Havia ido até o centro da cidade se encontrar com um cliente e aproveitou para comprar o presente de Dianna e Sophia por lá mesmo, estava fodidamente atrasado e cansado, pensou em não ir àquela festa mas não podia fazer uma desfeita daquelas com Dianna, ela era como a mãe que ele nunca teve e não podia deixar que os problemas do passado lhe afetasse à ponto de não ir no aniversário de uma pessoa tão importante. Joseph adentrou no carro, colocou os presentes no banco do passageiro e deu partida. Mãe... ele nunca teve a oportunidade de dizer aquelas palavras, não sabia nada sobre seus pais biológicos e não tinha nenhuma lembranças deles, tudo o que sabia era que fora abandonado na porta do orfanato de Nashville quando ainda era uma criança pequena. Ele tinha curiosidade em descobrir quem era seus pais biológicos e descobrir o motivo deles terem feito aquilo com ele, por mais que tivesse curiosidade Joe não se importava muito com aquilo, fora abençoado com dois pais maravilhosos que haviam lhe dado amor e carinho, e haviam lhe ensinado à ser um homem de bem. Joe estacionou o carro em frente à casa de Dianna, pegou os presentes e saiu. A porta estava aberta, ele adentrou e caminhou tranquilamente até o quintal dos fundos.

— Joseph! — Dianna disse sorrindo ao vê-lo parado na porta, ela se aproximou dele e o abraçou fortemente. — Pensei que não viria, querido. — Há poucos metros dali, Demi observava os dois enquanto Bradley a abraçava pela cintura, seu coração estava acelerado e ela só conseguia pensar em como ele estava bonito.

— Sinto muito pela demora, eu tive um compromisso em cima da hora. — Ele sentiu-se mal por pensar em não ir à festa de Dianna, seria uma grande sacanagem! — Comprei isso pra você, espero que goste. — Disse entregando umas das caixinhas para Dianna, ela sorriu e abriu a caixinha! Era um lindo par de brincos delicados, com várias pedrinhas em sua extensão.

— Joe, são lindos! — Sorriu encantada. — Vai combinar perfeitamente com o colar que eu ganhei da Demi. Muito obrigada. — Joe sorriu e deu um beijo carinhosamente na testa de Dianna, seu olhar cruzou com o de Demetria e ele respirou profundamente, teria que ir lá entregar o presente da garota. 

— Fico feliz em saber que gostou. — Sorriu. — Eu comprei um presente pra garotinha também...

— Sophia está bem ali com a Demi, pode ir até lá, eu vou pegar um bebida pra você. — Piscou e sorriu, tinha algo naquele sorriso... Joe suspirou ignorando aquele sorriso sapeca de Dianna e foi até aonde Demetria estava. Ao ver ele se aproximando, Demi se afastou um pouco de Bradley e passou uma das mãos pelo cabelo, ela estava nervosa e nem sabia o motivo. 

— Comprei esse presente pra sua filha. — Disse sério. Demi conseguiu sentir a frieza na voz dele e sentiu uma pequena decepção dentro do peito mesmo sabendo que não deveria esperar um tratamente diferente vindo dele. — Eu espero que goste. — Mesmo com as mãos tremulas, Demi pegou a caixinha e quando seus dedos roçaram levemente ela respirou fundo, parecia que o ar havia simplesmente sumido. Precisava manter a calma. Bradley estava com Sophia no colo e observava tudo com a sobrancelha arqueada. Demetria abriu a caixinha e seus olhos brilharam ao ver a pequena pulseira com uma plaquinha escrita "Sophia" e um desenho de um pássaro ao lado. — O pássaro significa pureza e felicidade reencontrada

— É linda, Joseph. — Demi falou admirando a joia delicada. Joseph? Aquele nome não era estranho para Bradley, Demetria já havia dito aquele nome em algum momento, ele vasculhou sua mente e bufou irritado, era o ex dela! — Olha bebê, o que Joseph te deu de presente. — Sophia virou-se e seu olhar focou em Joseph, um enorme sorriso tomou conta do rosto da pequena e ela esticou os braços para que Joe lhe pegasse no colo.

PAPA! — A pequena gritou alto e em bom som chamando a atenção de alguns convidados que estavam por perto. Joe arregalou os olhos sem reação e sentiu seu coração bater mais forte dentro do peito. Sophia resmungou se contorcendo nos braços de Bradley, ela queria ir para os braços de Joe de qualquer jeito. — Papa. — Reclamou com uma carinha de choro. Joe sentiu seu coração quebrar ao ver a carinha de choro da menina, ele pegou a garotinha no colo e sentiu seu coração se encher de alegria, era um sentimento novo, algo puro e que ele nunca tinha sentindo antes. Demi suspirou e adentrou uma das mãos no cabelo, aquilo só podia ser uma brincadeira de muito mau gosto! Ela estava sem ação, não sabia se pegava a menina no colo à força ou se deixava ela com Joseph. O olhar de Bradley sobre si não era nada agradável e tinha certeza que iria escutar um belo sermão.

— Posso tirar uma foto dos pais? — Antes mesmo de Demetria responder o fotografo ajeitou a câmera no rosto e tirou uma foto de Demetria, Joseph e Sophia. Tinha como aquela situação ficar ainda mais embaraçosa?

— Podemos conversar, Demetria? — Demi demorou para responder, mas acabou assentindo. 

— Você pode levar ela até Miley? — Ela pediu quase suplicando, Joe pode sentir aquilo no tom de voz dela! Ele não respondeu, apenas deu as costas e caminhou com Sophia nos braços até a mesa onde os amigos estavam sentados. 

— Parece que temos um novo papai na área. — Nicholas disse assim que Joe se aproximou deles 

— Como está se sentindo, papai Jonas? — Liam perguntou sacaneando o amigo e fazendo todos rirem, inclusive Joe, era a única coisa que podia fazer daquela situação toda: rir. Joe tentou entregar Sophia para Miley mas a garotinha deu as costas para a tia, se recusando ir para os braços dela.

— Parece que você ganhou o coração da minha sobrinha, Jonas! — Miley bebericou seu refrigerante e riu ao ver a careta de Joe.

— Ele seria um bom pai, não seria? — Selena perguntou baixinho para Miley observando todo o cuidado e carinho que ele tinha com a garota. Sophia tinha a cabeça encostada no peito dele e brincava com um dos dedos dele, ela estava cansada e não demoraria muito para dormir. — Só falta ele encontrar a mulher da vida dele.

— Ele já encontrou e sabe disso. — Miley piscou e elas riram baixinho.

— Vocês duas dá pra parar de falar da minha vida? — Joe pediu dando um gole em sua cerveja.



***


Josh caminhava tranquilamente pelas ruas da cidade com as mãos no bolso do jeans surrado! Ele escutava um rock antigo em seus headphones, estava tão perdido na letra da música que acabou esbarrando em uma mulher alta e esbelta, ele quase soltou uma daquelas cantadas ridículas mas arregalou os olhos quando viu quem era a mulher.

— Elisa? — Perguntou surpreso, ela estava bonita!

— Oi Josh. — Sorriu brevemente, ela ajeitou a bolsa em baixo do braço e eles começaram a caminhar juntos. 

— Está indo pra festa de Dianna? — Perguntou curioso. 

— Sim, estou indo encontrar Joseph, ele não estava em casa então acho que ele deve estar por lá. — Revirou os olhos e Josh franziu o cenho confuso. Até aonde sabia, Elisa se dava bem com Dianna. — E você?

— Eu também. — Deu os ombros e enfiou as mãos no bolso do jeans novamente. Elisa olhou para ele surpresa, até Josh havia sido convidado e ela não? Que palhaçada era aquela, afinal?

— Você foi convidado? 

— Sim, Demi me mandou um convite, você não recebeu? — Franziu o cenho confuso, Elisa sorriu sem graça e assentiu rapidamente, aquele sorrisinho sem graça não enganava ele! Ela não tinha recebido o convite, Josh teve vontade de rir dela mas se conteve. — A vida é engraçada, não é? — Josh disse de repente e Elisa franziu o cenho sem entender. — Quando éramos adolescentes, eu sempre avisava à Demi que você tinha uma quedinha pelo Joseph e ela nunca me deu ouvidos, sempre dizia que Selena quem era apaixonada por ele, o tempo passou e não é que eu tinha mesmo razão? 

— Pelo menos eu consegui ficar com Joseph, já você só conseguiu uma transa com Demetria e não passou disso! 

— Eu nunca me iludi, Elisa. Eu sempre soube que Demetria nunca sentiu nada por mim, já você... você acha mesmo que Joseph te ama? — Perguntou sem rodeios! Ele conhecia aquela mulher e sabia que atrás daquele rosto e corpo bonito existia uma verdadeira cobra.

— Claro que sim! Ele mesmo me disse que me ama, aliás meu relacionamento não é da sua conta! — Josh sorriu de lado e subiu as escadinhas da varanda da casa de Dianna.

— Se eu fosse você, ficava de olho no seu namorado... Ele olha de um jeito apaixonado para Demetria e posso afirmar que ela olha do mesmo jeito pra ele. — Elisa fechou a cara e deu um tapa no braço dele. 

— Cala essa sua boca, Josh. O que você sabe sobre amor ou sobre estar apaixonado por alguém? Você é um tremendo galinha! 

— Sou um galinha sim mas não pelo menos eu não finjo ser quem eu não sou, ah, e não se esqueça que você já gemeu alto o nome desse galinha. — Piscou e riu quando ouviu Elisa bufar alto, ele subiu as escadas e adentrou na casa. Quando Josh chegou na cozinha, ele sentiu o clima pesado e franziu o cenho. Demetria estava de costas apoiada no balcão cabisbaixa e tinha um cara alto visivelmente irritado em sua frente. — Está tudo bem por aqui? — Josh perguntou sério, ele poderia ser o pior galinha da fase da terra mas nunca permitiria que um homem encostasse um dedo em uma mulher. 

— Josh! — Demi sorriu quando avistou o amigo e o abraçou fortemente. Ela viu uma mulher passar por ela rapidamente mas não teve tempo de ver o rosto da mulher. — Fico feliz que tenha vindo. 

— Está tudo bem? — Perguntou novamente, Demi desfez o abraço e sorriu novamente confirmando com a cabeça. 

— Bradley, esse é Josh... Josh esse é Bradley, o pai da minha filha. — Os dois se cumprimentaram com um breve aperto de mão. O toque do celular de Bradley ecoou pelo lugar, ele olhou para a tela do celular e saiu rapidamente para atender, Demi não se importou, estava se esforçando para manter o clima agradável mas duas garrafas de cerveja já corria pelo seu sangue e estava cada vez mais difícil se controlar. 

— Sinto muito atrapalhar mas nós vamos cantar parabéns. — Um dos convidados avisou, Demi sorriu em agradecimento e saiu com Josh até o quintal, ela olhou para a mesa que Joseph estava sentado para saber se Sophia estava por lá, seu olhar focou em Joseph e ela bufou quando viu Elisa sentada no colo dele, ela não sabia se estava mais irritada pelo fato de Elisa estar ali ou pelo sorriso idiota que Joe tinha no rosto. 

— O que essa desgraçada está fazendo aqui? — Perguntou apenas para Josh ouvir, ele riu baixinho e encostou a mão no ombro dela. 

— Encontrei com ela no meio do caminho, controle-se, no final da festa você pode chutar a bunda dela pra fora daqui. — Demi sorriu e desviou o olhar rapidamente quando Joseph lhe fitou do outro lado do quintal. Todos os convidados levantaram e ficaram em volta da mesa, Dianna segurava Sophia nos braços e observava todos que estavam presente, ela tinha um carinho especial por cada um e estava muito feliz. Liam apagou as luzes e logo todos começaram a cantar parabéns para Dianna e Sophia, Dianna fechou os olhos, sorriu e fez um pedido soprando as velinhas logo em seguida, na vez de Sophia ela se inclinou com a menina no colo para apagar as velinhas mas a garotinha acabou metendo a mão no bolo fazendo todos rirem. Demi se aproximou da mãe com um guardanapo nas mãos e pegou a filha no colo para limpá-la. Dianna cortou o primeiro pedaço de bolo e olhou para suas duas filhas. 

— Pra quem vai o primeiro pedaço? — Um dos convidados perguntou animado. 

— Eu não posso escolher uma porque eu amo as duas igual então o primeiro pedaço vai pra Miley e Demi. — As duas se entreolharam e sorriram, Demi beijou um lado da bochecha de Dianna e Miley beijou o outro, o fotografo aproveitou para eternizar aquele momento. Aos poucos os garçons que Demetria havia convidado foram levando um pedaço de bolo até cada convidado. Um dos convidados que já estava bêbado ligou o som numa música remixada e metade do pessoal levantou para dançar na pista de dança improvisada que havia no meio do quintal. Demi e Miley estavam sentadas em uma das mesas e juntas dividiam um pedaço de bolo. 

— Cadê o seu marido? — Miley perguntou curiosa e Demi deu os ombros, de longe dava pra ver que ela estava chateada com alguma coisa.

— Ele deve estar por ai. Eu estou um pouco frustrada, acho que estava esperando demais dele e acabei levando um banho de água fria. — Disse encarando o copo de refrigerante que estava em sua frente, ela era muito fraca pra bebida e havia decidido parar se não ia acabar fazendo uma besteira. 

— Nosso mundo é diferente do dele, você é diferente dele! — Demi assentiu sem entender muito bem o que Miley queria dizer com aquilo mas optou por não perguntar.

— Você a convidou? — Demetria perguntou encarando Elisa e Joseph que pareciam estar preso numa bolha, eles conversavam e riam alto.

— Não, eu não a convidei... na verdade queria até colocá-la pra fora mas Joseph ficaria magoado comigo, ele me pediu pra pegar leve com ela. — Demi revirou os olhos com vontade e desviou o olhar do casal, ela já estava começando a sentir seu estômago revirar. — Porque você não gosta dela? — Perguntou curiosa, ela não entendia os motivos de Demi.

— Você também não gosta dela.

— Mas eu não gosto dela desde... sempre! Vocês eram amigas, viviam juntos, você tecnicamente não tem motivo para odiá-la... a não ser que...

— A não ser que o que, Miley? Eu não estou com ciúme do Joseph se isso é o que você quer saber, eu tenho meus motivos para odiá-la e isso é tudo.

— Não precisa ficar na defensiva, maninha. — Miley disse prendendo o riso e Demi revirou os olhos. — Eu só queria saber porque você escreveu o nome do Joe em um papel... — Demi arregalou os os olhos, sentiu a garganta secar e quando abriu a boca para falar algo foi interrompida por Liam. Miley sorriu sapeca e encarou o namorado.

— Com licença, posso tirar essa dama pra uma dança? — Perguntou educado se curvando para Miley, Demi sorriu e incentivou a irmã à aceitar. Ela observou o jeito do casal e sorriu, eles estavam apaixonados! Era algo muito bonito de ver e sentir mas infelizmente fazia algum tempo que ela não se sentia assim. 

Bradley se aproximou de Demi com duas garrafas de cerveja, ele sentou de frente para ela e ofereceu uma garrafa de cerveja. — Eu estava conversando com um cliente. — Disse dando um gole na cerveja, Demi encostou-se no encosto da cadeira e empurrou a garrafa.

— Acho que já bebi demais. — Cruzou os braços e encarou a pista de dança. O clima entre eles não estava em um dos melhores, ela queria conversar com o marido sobre o futuro deles, estava confusa e não sabia qual decisão tomar, será que valia à pena dar uma chance ao casamento deles e tentar recomeçar?

— Eu vou embora ainda hoje.

— Pensei que ficaria mais dias, eu queria fazer algo em família com nossa filha e conversar sobre nós...

— Amor, nós não temos o que conversar, eu já me desculpei pelas cagadas que eu fiz, a decisão está nas suas mãos, eu quero você de volta, eu acho que você deveria vir embora comigo, seu lugar é em Nova York ao meu lado e não aqui, com essa gente do seu passado.

— Essa gente do meu passado é minha família Bradley e eu não vou admitir que fale desse jeito com nenhum deles. — Ela levantou da cadeira e Bradley segurou o braço dela.

— O que está acontecendo com você, em? — Perguntou irritado, Demi soltou seu braço com força, a essa altura algumas pessoas olhavam a cena com curiosidade. Joseph havia levantado para buscar um pedaço de bolo para Elisa e estava por perto caso alguma coisa acontecesse, ele não deixaria aquele cara encostar um dedo nela, não era do seu feitio deixar um homem bater em uma mulher.

— Não está acontecendo nada comigo, Bradley. — Demetria saiu daquele lugar rapidamente e foi direto para o quarto, ela estava irritada, frustrada e chateada, ele estava conseguindo estragar tudo!

— Parece que a rainha está enfrentando problemas no palácio. — Elisa disse irônica quando Joe se aproximou, ele franziu o cenho com o tom de voz dela, ela parecia estar gostando do que estava vendo? Selena sentiu um arrepio no braço, Elisa parecia estar se divertindo com a desgraça de Demetria, Nicholas também pareceu perceber e abraçou a mulher pelos ombros.

— Acho que isso não é da nossa conta, certo? — Joseph disse sentando ao lado dela, odiava se meter na vida alheia e odiava que as pessoas se metessem em sua vida.

— Desculpa, eu não sei o que me deu...

— Eu sei muito bem o que te deu Elisa. — Miley disse próxima à eles. — Na verdade eu não sei nem o que você está fazendo aqui, só não te chutei ainda por causa do Joseph.


***


Felizmente o clima da festa não mudou por causa do pequeno desentendimento entre Demetria e Bradley, os convidados continuavam se divertindo do mesmo modo. Dianna estava sentada com Paul e alguns amigos em uma mesa, Sophia dormia aninhada no colo da avó, ela havia brincado muito com as outras crianças que estavam na festa. Alguns convidados já estavam indo embora, alguns passavam por ela para dar um beijinho de despedida em sua neta, a festa havia sido um sucesso! Os convidados haviam se divertido muito e o principal foi estar reunida com as pessoas que ela mais gostava.

— Dianna, nós já estamos indo. — Joseph falou, ele estava de mãos dadas com Elisa. 

— Mas já? Está cedo, meu amor. — Joe riu e se inclinou para beijá-la na testa. — Muito obrigada por ter vindo, querido, sua presença foi muito importante pra mim e pra Sophia também! — Piscou sorrindo e Joe sentiu as bochechas corarem, ele sabia do que Dianna estava falando. — Eu posso te pedir um favor antes de ir? 

— Claro, Dianna. 

— Você pode levar Sophia até o quarto? Eu sinto muito abusar da sua boa vontade mas meus braços estão doendo e ela está um pouco pesada. Eu poderia pedir para o Liam mas acho que ele está um pouco bêbado. — Fez careta observando Liam gargalhar do outro lado do quintal. 

— Tudo bem, eu levo. — Joseph se curvou cuidadosamente e pegou a garotinha no colo, Sophia suspirou e se aconchegou no colo de Joe, ela encostou a cabeça na curva do pescoço dele e apoiou uma das mãozinhas em seu peito. Joe adentrou na casa com a garotinha e subiu as escadas, ele não sabia aonde era pra colocar a pequena então acabou adentrando no antigo quarto de Demetria. Quando abriu a porta do quarto se deparou com Demetria retirando a blusa, ele prendeu o fôlego e mesmo sem querer acabou observando-a, ela continuava linda! Quando Demi virou-se ela arregalou os olhos e pegou a blusa para se cobrir. 

— Ai meu Deus, Joseph!

— Me desculpa, eu... é... sua mãe pediu para colocá-la na cama, eu deveria bater antes de entrar, sinto muito, me desculpa! — Disse sem jeito, não queria que ela pensasse algo errado sobre ele. 

— Está tudo bem, Joseph. — Demi virou-se novamente e vestiu a blusa. — Você não teve culpa, eu deveria ter trancado a porta, pode colocá-la na cama. — Joe assentiu, colocou a pequena na cama cuidadosamente e a cobriu com o lençol até a cintura. Demi observou o cuidado de Joseph e suspirou, por um instante ela imaginou como seria se Sophia fosse filha de Joseph e eles fossem casados... será que ela estaria feliz? Ela com certeza estaria muito feliz! Demi tratou de espantar aqueles pensamentos. — Obrigado por trazê-lá e sinto muito por Sophia ter te colocado em uma situação desconfortável lá em baixo quando te chamou de pai, eu não sei da onde ela tirou isso. 

— Não precisa agradecer e... não é a primeira vez que ela me chama pai, ela é apenas uma criança, não entende isso direito.

— Não é a primeira vez que ela te chama de pai? — Demi franziu o cenho confusa, Joe suspirou e se xingou mentalmente, deveria ter ficado com a boca calada.

— Ela me chamou de pai uma vez quando Dianna levou ela na casa do meu pai, mas está tudo bem, você pode conversar com ela e sei lá... tentar explicar quem é o pai dela de verdade. 

— Obrigado pelo presente também, Joseph, eu realmente gostei da pulseira. 

— Eu fico feliz em saber disso, agora eu preciso ir, tchau Demetria. — Joe desceu as escadas e Demi sorriu sentindo seu coração bater forte e uma sensação de paz invadi-lá por completo, era possível depois de tanto tempo Joseph ainda lhe causar uma sensação tão boa quanto aquela?


A festa estava oficialmente encerrada! Todos os convidados já haviam ido embora, Dianna e Miley estavam dando um jeito na bagunça que havia ficado no quintal, elas estavam catando os copos de descartáveis, os pratinhos e as garrafas de cerveja, no dia seguinte dariam uma geral no quintal. Demi já estava deitada na cama em seu quarto observando sua filha dormir, ela estava fisicamente esgotada porém não conseguia dormir. A porta do quarto se abriu e ela suspirou ao ver Bradley.

— Eu sinto muito pelo o que aconteceu mais cedo, eu não queria soar rude daquele jeito, eu estava irritado porque eu não aguento mais viver longe de você, eu queria muito que você voltasse comigo. — Demi sentou-se na cama e Bradley se aproximou dela.

— Você está fazendo isso da maneira errada, do jeito que você falou comigo só vai fazer eu me afastar de você. Você faz suas merdas e depois volta como um cachorrinho pedindo desculpas como se desculpas fosse limpar a sujeira que você deixou, desculpas não vai apagar o que eu vi naquele quarto.

— Eu entendo seu lado mas eu me arrependi Demi, eu realmente me arrependi mas a decisão está nas suas mãos, eu quero você de volta e eu quero reconstruir nossa família, nossa filha merece crescer em um lar, podemos ter outros bebês para Sophia não ficar sozinha, somos muito bom praticando, acho que você esqueceu disso. — Disse com a voz rouca perto do ouvido dela, Demi sorriu tímida e fechou os olhos quando ele beijou seu pescoço.

— Bradley... — Sua voz saiu falha, uma parte da sua mente dizia para ela se entregar e a outra dizia que era errado. — Minha irmã, meu cunhado e minha mãe estão no andar de baixo, eles podem subir a qualquer momento...

— Eles não vão subir querida, deixa eu te fazer lembrar de como somos bons juntos. — Demi não disse nada, não tinha como ela recusar, tinha? Bradley já estava com uma das mãos dentro da sua blusa e ela estava retribuindo cada carinho na mesma intensidade. Demetria suspirou, fechou os olhos e se entregou ao momento ignorando sua mente que dizia que ela estava fazendo uma burrada.


--

oi meninas tudo bom com vocês? eu estou bem e feliz por estar postando mais um
capítulo pra vocês, já quero pedir desculpas pela demora mas minha vida está uma correria e o bloqueio não me ajudou nada, ele se impregnou em mim e não quer sair, e isso
atrapalha muito na hora de escrever mas espero ter compensado vocês com o tamanho e o capítulo, sei que vocês queriam tretas e tal mas esperem até o próximo as coisas vão começar a acontecer a partir do próximo. quero agradecer pela paciência e compreensão de vocês, é muito importante pra mim. 
enfim, respostas dos comentários aqui | volto o mais rápido que eu puder com o próximo
bjs meus amores <3


já que é pra tombar, tombei!

19 comentários:

  1. Beu Teus.
    Eu esperei e valeu a pena. Ficou muito... perfeito, sabe?
    Você soube elaborar a briga de Bradley e Demi direitinho e eu espero que Demi descubra logo sobre o "cliente" dele. Espero que Joe fique mais alguns segundos perto dela e que você poste logo! Hahahah
    Até o próximo, flor, parabéns pelo capítulo.
    (Agora n tem mais como preferir Sophia e Diannq, eu oficialmente amo o clã do bem.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MY OPINIÃO:mas tipo ela já sabe que o Bradley tá/tava com a Taylor num é?Até hoje espero o dia que ela vai destruí a vida da Tayvaca

      Excluir
    2. fico feliz em saber que gostou <3
      demi vai descobrir tudo no próximo... o otp vai começar a se reaproximar logo logo e vai ser tiros pra todo lado!
      vou postar hoje, finalmente.
      até o próximo, obrigada <3

      Excluir
  2. AND YOUR HEART'S AGAINST MY CHEST,YOUR LIPS PRESSED IN MY NECK,I'M FALLING FOR YOUR EYES,BUT THEY DON'T KNOW NE YET,AND WITH A FEELING I'LL FORGET,I'M IN LOVE NOW(eu sei que você ama isso)

    EU TO BERRANDO DE FELICIDADE PORQUE TEM CAPÍTULO NOVO,AAAAAAAAA,MILE EU TE VENERO AAAAAAAA

    Dianna,Miley e Demi tendo um dia em família FOI EU QUE PEDI SIM AAAAAAAAA QUE LINDOOOOOOOO

    antes de ler esse capítulo eu pensei "Joseph vai pensar em não ir na festa por causa da Demi mas aí ele vai pensar na Dianna e puts seria uma puta mancada ele não ir,aí ele vai" SABE O QUE ACONTECEU?¿ ISSO MESMO MONAMOUR,ELE FOI PRA FESTA E AINDA LEVOU PRESENTINHO,a coisa mais linda a pulseira com o nome da Sophia posso até imaginar como ela é,"o pássaro significa pureza e felicidade reencontrada" JSJSJJSKSSSKJSKASJ EU ENTENDI JOSEPH,aí antes disso a Dianna da um sorriso sapeca e porque né rainha já sabe de tudo EU TE VENERO DIANNA AAAAAAAAA

    SOPHIA LACRADORA AAAAAAAAAAAA EU TE VENERO SOPHIA AAAAAAAAAA,aí eu achei muito fofo ela agarradinha nele gente a coisa mais linda(só imaginando)Joe sentindo coisas VOCÊ TÁ CRIANDO SENTIMENTOS PELA SOPHIA MEU AMOR AAAAAAAAAAAA

    Miley e Selena cochichando sobre o Joe e a Demi AAAAAAAAAAAA EU VENERO ESSAS DUAS SOCORRO

    percebi que a senhoria trocou o Elis por Olivia rsrsrsrs erros em NY

    eu criei uma teoria sobre Demi e Selena,SE PREPARA :Demi no passado achou que a Selena era apaixonada pelo Joe só que na verdade é a Elisa que é apaixonada pelo Joe,era por isso que a Demi tava sempre infernizando a vida da Selena e também isso foi mais um motivo pro Joe terminar com ela:Elisa sempre foi uma cobre e sempre vai ser e eu aposto que foi ela que fez a cabeça da Demi pra ela achar que a Selena era apaixonada pelo Joe, "e não se esqueça que você já gemeu alto o nome desse galinha" EU TO BERRANDO será que isso foi antes eu atualmente?Tipo será que o Joe foi corno e não sabe? BERRO EU QUERO SABER

    "o pai da minha filha" eu to ficando loka com essa frase porque eu to criando um monte de coisa na minha cabeça,mentira só criei uma,lá vai :Demi tranzou com o Josh,ficou grávida e abortou: é sério to pensando nisso mas eu tenho certeza que to errada,mas ok,vamo ver o que nos aguarda

    ELE FOI FALAR COM A TAYLOR AAAAAAAAA QUE ESCROTO NOJENTO RIDÍCULO NINGUÉM QUER VOCÊ NESSA FESTA SEU FILHO DA PUTA

    Demi desaponta com Bradley,estou desapontada com ela por ter criado expectativa,mas não estou surpresa(também vindo da Demi 😐)olha Demi,você só não tem esse amor de uma certa pessoa porque você estragou tudo querida,beijos

    BERRO,Joe quase viu os peito da Demi diksskskksssjsk,calma querido,vai chegar o dia que você vai ver tudo e vai AMAR

    EU NÃO ACREDITO QUE ELA DORMIU COM ELA,MDS EU PENSEI QUE ELA IRIA CHUTAR ELE E MANDAR ELE EMBORA,AAAAAAAAAAAAAAAAA,DEMETRIASUA BURRA MDS QUE RIDÍCULA,ELA TÁ PRATICAMENTE SE HUMILHANDO CARA,EU TO COM MUITO RAIAVA,NO DIA QUE VOCÊ QUEBRAR A CARA COM O BRADLEY AGAIN EU VOU RIR DA SUA CARA SUA IDIOTA,VOU TÁ ASSISTINDO DE CAMAROTE COM MINHA PIPOCA E MEU BOURBON STREET(quem assiste tvd vai entender)

    PS:Dianna,Miley,Selena,Josh e Sofia lacradores do começo ao fim meu amor,EU NASCI PRA VENERAR ESSE QUINTETO,MILE EU TE VENERO RAINHA AAAAAAAAAAA

    PS2:já to pronta pra chorar horrores com o momento perdão entre Miley e Demi no capítulo 16 (to sentindo que vai ser nele,não quero ser Alice)

    PS3: meu deus,ainda bem que você mudou a personalidade do Josh,ninguém aguentaria uma Eisa versão homem,já basta a demônia mesmo,e quem não ama uma pessoa pirracenta né(Damon Salvatore meu marido e pirracento favorito 😍😍)

    PS4:eu to loka pra ver a Demi lutando pelo Joe e as farpas rolando entre ela e a Elisa,EU QUERO TRETA AAAAAAAAAAAAAA,bjs Mile rainha das fanfic ❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que errei a letra da música mas ok

      Excluir
    2. KISS ME LIKE YOU WANNA BE LOVED, WANNA BE LOVED, WANNE BE LOVEEED!
      tiro recebido com sucesso, essa música do edzinho é perfeita <3
      acho que vou escrever mais momentos assim, principalmente entre miley e demi.
      dianna vai sambar muito por aqui ainda, só de pensar nas coisas que tem pra acontecer a mão chega à tremer.
      obrigada por avisar o erro kjsfhs é que a olivia ia ser o nome da elisa, acabo confundindo as duas, socorro.
      sua primeira teoria estar certíssima, logo, logo vai ter essa parte como flashback aqui e vocês vão entender tudo.
      será que a demi abortou? será que ela engravidou do josh? ainda vou escrever mais sobre essa parte mas não vou dar spoiler askjfhsaf
      "vai chegar o dia que você vai ver tudo e vai AMAR " BERRO
      sim, ela dormiu com ele e vai se arrepender amargamente por isso e vai sofrer bastante.
      ps1: só reis e rainhas nesse quinteto
      ps2: já prepara o lencinho.
      ps3: eu acho que também não aguentaria uma elisa 2.0 aqui não... eu amo a personalidade do josh, um amorzinho <3
      AS TRETAS TÃO CHEGANDOOOOOO
      bjs <3
      obrigada pelo carinho "rainha das fanfic" não vou mentir, to me sentindo kjashfkja

      Excluir
  3. To revoltada com Demetria
    Como assim essa puta cai na lábia desse imbecil? Se ela voltar pra ele eu desisto desse serumaninho
    Dar até nojo
    Enfim amando a fic
    Posta logooo
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. todos nós estamos mas ela vai quebrar a cara em breve e vai se arrepender dessa burrada!
      fico feliz em saber que está gostando <3
      se Deus quiser esse capítulo sai hoje, amém!
      bjs.

      Excluir
  4. SOPHIA EU TE VENERO
    Demetria toda babaca, ainda bem que Soph puxou ao papai Joe rsrsrs
    Quero que as máscaras do Bradley caiam logo, mas eu fico pensando "será que se Demi correr atrás do Joe, após dar um chute no Bradley, ele vai achar que ela só ta fazendo isso por que foi chifrada?". Então eu prefiro que ela corra atrás do Joe antes disso e já quero ver tretas dela com Elisa e momentos Diley (DILEY ESTÁ VIVO, VOCÊ VIU ELAS SE ABRAÇANDO NO WOMENMARCH?) quero que as duas se desculpem e ficam de chamego logo, E CLARO que não poderia deixar de fora mais momentos papai e filhinha entre Jopha.
    AMANDO A FIC
    Sam, xx.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu acho que o Bradley acharia que ela estaria provocando ele e iria pra Tennessee só pra estragar tudo

      Excluir
    2. sophia rainha da fanfic sim!
      "papai joe!" já passa mil coisas pela minha cabeça, mil momento entre os dois, ai quero.
      bradley vai ser descoberto no próximo e isso não vai acontecer... não por enquanto. quando ela chutar o bradley ela não vai direto atrás do joe, ainda vai acontecer algumas coisas... muitas tretassss
      momentos diley es~tao chegando, muito em breve
      MENINA EU VI, EU SURTEI, FOI UM TIRO EM TANTO NO MEU CORAÇÃO, MEU DILEY ESTÁ VIVÍSSIMO, VIVÍSSIMO!!!
      "jopha" novo otp <3
      fico feliz em saber que está gostando.
      xoxo

      Excluir
  5. Respostas
    1. se deus quiser esse capítulo sai hoje, amém?

      Excluir
  6. Mds a curiosidade ta me corroendo, vou ter um infarto de ansiedade daqui a pouco kkkkkkk n se preocupe mando a conta do hospital pra vc kkkkk. Pff poste o mais rápido que der.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não infarta não que hoje tem capítulo novo.
      espera eu arrumar um emprego e então você pode mandar aljsalfs
      se deus quiser hoje sai, só vem!

      Excluir