28/05/2017

Capítulo 30. Attraction



Eles ficaram por um longo tempo ali recebendo o agradecimento das crianças e das irmãs. Demi estava se sentindo tão feliz que parecia que seu peito ia explodir de tanta felicidade, fazia muito tempo que ela não se sentia assim. Depois de tanto brincarem, eles sentaram no gramado do jardim e ficaram conversando, eles tinham tantos assuntos, pela primeira vez em tempos Demi conviveu uma tarde com Joseph sem discussões e sem trocarem farpas, havia apenas trocas de olhares carinhosos e sorrisos. O celular de Demi vibrou no bolso traseiro da calça jeans, ela leu a mensagem e abriu um enorme sorriso, a mensagem era de Selena avisando que estava tudo perfeito com o vestido de casamento de Ellie. Selena havia ficado responsável pela última prova do vestido e Demi não poderia ficar mais orgulhosa de Selena, ela era uma grande profissional e já havia provado isso há muito tempo. Seu celular vibrou novamente em suas mãos, agora era uma mensagem de Dianna avisando que tinha uma surpresa esperando por ela em casa, Demi mordeu o lábio inferior e xingou mentalmente, o que poderia ser? Odiava ficar curiosa. — Crianças, a conversa está maravilhosa mas infelizmente eu preciso ir. — As crianças murmuram um "aahh" desanimado e se levantaram para se despedir de Demi. — Foi muito bom conhecer e conversar com cada um de vocês mas eu realmente preciso ir. Eu prometo que voltarei mais vezes para vê-los. — Joe olhou para ela com certa curiosidade no olhar e ela não deixou de perceber isso, apenas sorriu e mordeu o lábio inferior. 

— Você jura mesmo que vai voltar? — Demi assentiu e alisou os cabelos loiros do garotinho.

— Vocês tem minha palavra, a tia Lucy tem meu número e qualquer coisa que precisarem podem me ligar. Vocês são crianças incríveis e nunca deixem que lhe digam ao contrário. — As crianças assentiram prontamente e Demetria se despediu de cada um com um beijo e um abraço. Ela olhou para Joseph e sorriu. Ela acenou e foi acompanhada de Lucy até o portão.

— Obrigada por tudo, querida. Você é um anjo do céu enviada para nós, as crianças gostaram muito de você e eu também, espero vê-la mais vezes.

— Eu prometo que voltarei, foi uma tarde muito divertida e quem sabe eu não trago minha filha para conhecer as crianças? Tenho certeza que ela iria adorar. — Sorriu lembrando-se de como Sophia gostava de estar no meio das crianças brincando.

— Vai ser um prazer conhecê-la, tenho certeza que as crianças vão adorar. — Elas se despediram com um abraço, Demi adentrou no carro e deu partida rapidamente indo em direção à sua casa. O caminho todo, ela foi pensando em sua tarde com Joseph e as crianças, havia sido uma das melhores, tinha se divertido muito e estava muito feliz por isso. Aquela tarde estaria guardadas em suas melhores lembranças. Assim que adentrou em casa, Demi franziu o cenho ao ver a figura de cabelos curtos virada de costas, assim que ela se aproximou largou a bolsa no chão e sorriu de orelha à orelha.

— Eu não acredito. — Demi correu até a assistente e amiga, as duas se abraçaram fortemente e Sophia resmungou ao se sentir esmagada no meio do abraço. — Porque você não me avisou que estava vindo? — Perguntou após separar o abraço. Anne sorriu e sentou ao lado da amiga no sofá.

— Eu queria fazer uma surpresa, estou cheia de novidades e precisamos conversar. — Demi assentiu e abraçou a amiga novamente sem acreditar que ela realmente estava ali.

— Eu senti sua falta. — Anne sorriu e beijou o topo da cabeça de Demi. — Ah, e amei o novo corte de cabelo. — Elogiou a amiga que antes tinha os cabelos cumpridos e agora estavam cortados num corte estilo joãozinho

— Foi um mudança radical, eu sei mas estava precisando mudar. — Elas riram. — A Soph está tão grande, como o tempo passa. — Disse beijando a bochecha da garotinha. Sophia riu enquanto segurava uma boneca pequena nas mãos.

— Grande e sapeca. — Dianna disse adentrando na sala com uma bandeja de biscoitos e chá. — Gostou da surpresa, filha?

— Eu amei! Quando a senhora disse que tinha uma surpresa pensei que Sophia tinha aprontado alguma coisa. — Elas riram e Sophia levantou a cabeça para olhá-las.

— Eu vou deixar vocês conversarem, vou dar uma saída mas qualquer coisa é só ligar. — Demi assentiu e pegou um biscoito de chocolate.

— Então, me conta todas as novidades! — Anne pediu animada.

— Ah, Anne. — Falou envergonhada escondendo o rosto no pescoço da amiga que riu. Demi ficava uma gracinha quando estava envergonhada e Anne adorava deixá-la sem jeito. — Bom, minha vida está se ajeitando aos pouquinhos, eu comprei uma casa aqui e irei me mudar em breve.

— Você vai morar aqui definitivamente? Mas e o seu trabalho? Você tem uma vida em Nova York, Demi. — Anne disse bebericando seu chá.

— Eu não sei se eu vou morar aqui definitivamente, mas ainda não estou pronta pra voltar à morar em Nova York, esse tempo longe está me fazendo tão bem, eu sei que preciso voltar à trabalhar mas por enquanto eu vou trabalhar daqui.

— Eu entendo você. Mas você precisa saber que os eventos estão chegando e as famosas já estão à sua procura, o telefone lá no escritório não para de tocar. — Demi fez uma careta, época de premiações e bailes de gala era a época em que mais trabalhava. — Katy Perry vai anunciar uma nova tour em poucas semanas e a assessoria dela entrou em contato conosco e quer você para produzir os novos figurinos dela, fiquei de dar a resposta ainda essa semana. Temos muitas coisas para decidir por isso eu vim, não dava pra conversar tudo isso com você pelo celular.

— Minha cabeça já está dando voltas e voltas só de pensar. — Disse rindo. Estava tão bom ficar sem se preocupar com o trabalho. — Podemos conversar sobre tudo isso depois?

— Sinto muito por ser tão chata e vir aqui estragar suas férias.

— Você só está fazendo seu trabalho, não sei o que faria sem você. — Se não fosse Anne cuidando de toda sua carreira ela estaria totalmente perdida.

— Eu não sei se você quer saber mas... parece que Bradley e Taylor assumiram um relacionamento sério, alguns sites de fofoca dizem que teve pedido de namoro e tudo. Miranda não nos permite tocar nesse assunto quando está presente algumas pessoas dizem que ela não aceita o relacionamento deles. — Demi mordeu o lábio inferior e olhou para Sophia que setava comendo um biscoito de chocolate, pequena estava toda suja. — Você não teve nenhum contato com ele depois do divórcio?

— Não, eu bloqueei o número do telefone dele, não tivemos nenhum tipo de contato depois de tudo, ele nem apareceu para visitar Sophia.

— Você acha que Bradley vai ser um pai presente na vida dela? — Demi suspirou e negou, ela sabia que ele não seria mas queria ter esperanças, Sophia não tinha culpa de nada e ela merecia um pai.

— Sinceramente? Eu acho que não! Bradley é um homem ganancioso, ele só pensa em crescer. Eu queria que ele fosse um pai presente porque Sophia é pequena e merece um pai, eu queria que ele tivesse consciência de que o que aconteceu entre nós não tem que interferir no papel de pai que ele deveria ter na vida da nossa filha. Infelizmente eu não posso forçá-lo à ser um pai pra ela, tudo o que eu posso fazer é me esforçar e dar o melhor de mim pra fazer o papel dos dois na vida dela.

— Ou quem sabe você não encontre outra pessoa que acabe fazendo o papel dele? Eu conheço muitos casos assim, o padastro acaba fazendo o papel do pai. — Joseph, era a única pessoa que vinha em sua mente. — Você mesma me disse que ela chama aquele seu ex namorado da adolescência de pai... como é mesmo o nome dele? 

— Joseph. — Murmurou 

— Ele não se importa com isso? 

— Ele não parece não gostar, no começo ele pedia pra fazê-la parar mas acho que com o tempo ele percebeu que eu não tenho nada haver com isso, sabe? Foi algo natural que partiu dela, como se ela tivesse o escolhido para ser o pai dela

— Então amiga, se ele parece não se importar com isso quem sabe não aconteça? — Demi olhou para Anne e soltou uma risadinha, era o que ela mais queria. Ela, Joseph e Sophia. Uma família. Anne arqueou a sobrancelha e encarou a amiga bem atenta. — Eu conheço bem essa carinha, querida. O que está rolando? 

— Eu estou tentando me reconciliar com Joseph. — Ela sorriu tímida e escondeu o rosto com as mãos. 

— Não acredito, como está sendo isso? Me conta tudo, amiga. — Disse animadamente, ela colocou Sophia em cima do tapete felpudo, junto com alguns brinquedos, a pequena estava inquieta e queria brincar. 

— Eu não sei como contar tudo sem você pensar que eu sou louca mas a verdade é que... eu ainda o amo! Eu sei que eu fiquei anos com Bradley, eu e Joseph ficamos dez anos sem nos ver e sem nos falar, muitas coisas aconteceram desde então mas quando nós terminamos eu sabia que uma parte de mim sempre iria amá-lo, sabe? Joseph foi meu primeiro amor e foi algo muito intenso. Tudo o que eu sei é que depois que eu voltei pra cá esse sentimento voltou com força total, era como se ele estivesse dormindo durante dez anos e no momento que eu vi Joseph, ele despertou, entende? É coisa de louco, eu sei, mas eu o amo e estou tentando recuperar o que tínhamos. 

— Eu fico muito feliz por você amiga, espero que consiga alcançar o que tanto quer e se ele te machucar eu vou atrás dele chutar o que ele tem no meio das pernas. — Demi gargalhou e bebericou um pouco do seu chá. — Eu quero conhecer esse famoso Joseph, hoje à noite nós poderíamos sair, você pode me mostrar um pouco da cidade, o que acha? — Assim que Demi assentiu a porta da sala foi aberta bruscamente, Demi franziu o cenho com tamanha violência e Miley adentrou em casa, ela nem se deu o trabalho de cumprimentar quem estava na sala, subiu diretamente para o quarto e as garotas conseguiram ouvir quando ela bateu a porta do quarto fortemente. — Eu acho melhor você ir ver o que aconteceu. — Anne falou alisando o cabelo de Sophia. Demi suspirou e levantou indo atrás da irmã, o que teria acontecido pra Miley chegar daquela maneira? Assim que chegou no quarto, ela entrou e sentiu seu coração apertar ao ver Miley com os olhos avermelhados e cabeça baixa. 

— O que aconteceu? — Perguntou se aproximando. 

— Eu e Liam terminamos. — Demi arregalou os olhos sem acreditar no que tinha acabado de ouvir.

— Como isso aconteceu? Vocês estavam tão bem.

— Ele é um idiota. Ele pegou cisma com o novo cozinheiro do bistrô, nós acabamos virando amigos, sabe? Lucas está passando por um momento difícil, ele tem um filho e está se separando da mulher, eu estava apenas oferecendo consolo à ele, Liam começou a agir como um idiota, nós discutimos e eu terminei tudo. Eu não queria, falei tudo da boca pra fora mas ele disse que era o melhor à se fazer já que nossa relação não estava indo há lugar nenhum. — Disse com a voz embargada, Demi suspirou e alisou o cabelo da irmã assim que ela deitou em seu colo.

— Isso vai ser passageiro, logo logo vocês estarão juntos novamente.

— Ele estava tão irritado, eu nunca vi Liam daquele jeito. Talvez ele já quisesse terminar antes e usou esse pretexto de que nossa relação não está indo há lugar nenhum, patético.

— Talvez esse tempo seja bom pra vocês reverem o que realmente querem pra vida de vocês, entende? Pensa direito e com cuidado. As vezes é bom dar um tempo, rever suas prioridades e seus sonhos. Vocês se amam, Mi. Talvez ele tenha falado tudo da boca pra fora, assim como você.  — Miley sorriu fraco e limpou as lágrimas, seu coração estava machucado, ela o amava tanto e a maneira que ele tinha falado com ela havia sido tão fria. Ela estava magoada. — Anne quer conhecer a cidade, eu vou levá-la em alguns lugares, o que acha? Uma noite de garotas, podemos chamar Selena também. Eu prometo que vai ser divertido. 

— Tem como recusar? — Ela negou com a cabeça. — Tudo bem, eu vou. — Demi sorriu e abraçou a irmã fortemente. Ela odiava ver sua irmãzinha sofrendo, se pudesse pegava para si toda a dor que Miley sentia. 


Orfanato, 04:30 da tarde. 


Lucy e Cristina observaram Joseph colocar o capacete da moto e dar partida rapidamente. Cristina suspirou sentindo seu coração acelerado dentro do peito, era sempre assim quando Joe estava por perto. Ela mal conseguia acreditar que seu filho estava tão perto dela, depois de anos e anos procurando, finalmente ela havia o achado. Ele era o garoto mais lindo assim como era quando criança, céus, ela não via a hora de abraçá-lo forte e dizer que era sua mãe

— Você precisa contar a verdade pra ele, quanto mais você adiar, mais difícil vai ficar. — Lucy disse amigavelmente, ela sabia de tudo e foi uma grande surpresa pra ela quando um detetive e Cristina bateram na porta do orfanato dizendo que Joseph era seu filho. Geralmente os pais nunca voltavam atrás dos seus filhos.

— Eu sei que eu preciso contar tudo mas quando eu vejo ele... falta coragem, eu tenho medo de que ele não me aceite, de que ele não goste de mim, tenho medo de tudo. 

— Joseph nunca teve uma mãe, Cristine. Ele foi deixado aqui bem pequeno, foi adotado por dois pais, um dos pais dele morreu quando ele ainda era pequeno e sobrou apenas Paul que sempre fez o papel dos dois na vida dele, no começo vai ser um choque pra ele, tenho certeza que ele vai precisar de um tempo pra digerir tudo mas ele é um bom menino, e pode ser um ótimo momento para ele ter uma mãe agora que Demetria está de volta na vida dele pra revirar tudo de cabeça pra baixo. 

— Você fala como se... 

— Ela é uma boa garota, sempre foi. O problema é que Demetria esteve fora por muitos anos e muita coisa mudou desde então, ele a ama mas é cabeça dura demais pra admitir isso, entende? Isso faz ele sofrer mais e mais.

— Mas porque eles terminaram?

— Eu não sei, Joe nunca me contou o real motivo. Tudo o que eu sei é que depois que eles terminaram, Demetria foi embora e passou anos sem aparecer por aqui e agora está de volta. Ela é uma estilista muito bem sucedida, dá entrevistas e é amiga de várias famosas, isso é tudo o que eu sei. 

— Tudo bem, eu vou contar tudo pra ele... eu só preciso do momento certo. — Lucy sorriu e apertou uma das mãos de Cristina em forma de incentivo e apoio. 


***


A escuridão não demorou muito para tomar conta do céu somente a lua cheia e as estrelas brilhavam no céu, era uma noite perfeita para aproveitar com os amigos. No quarto, Dianna e Sophia observavam as garotas se arrumarem, o quarto estava uma verdadeira bagunça. Havia vestidos espalhados por todas as partes, as maquiagens estavam espalhadas pela penteadeira e os saltos jogados no chão. Sophia parecia estar se divertindo com toda aquela bagunça e olhava curiosa para cada coisa, ela olhou para um dos saltos no chão e tentou colocar nos pés o que foi motivo de gargalhadas entre as garotas. Dianna não deixou de perceber que apesar de tudo, Miley parecia um pouco pra baixo, já havia perguntado o que tinha acontecido mas Miley sempre enrolava pra falar, então decidiu respeitar o espaço da filha, quando ela tivesse preparada contaria. 

— Como eu estou? — Anne perguntou dando uma voltinha. Ela estava vestindo um conjunto de short e blusa social preta. 

— Está linda, aliás todas estão, não é mesmo Soph? — A garotinha assentiu sem dar muita atenção para avó, ela parecia estar encantada com um salto dourado que estava jogado no chão.

—Estão prontas, meninas? — Anne perguntou após passar o batom vermelho nos lábios, Demi assentiu com Sophia nos braços e beijou longamente a testa da garotinha.

— A mamãe te ama muito, bebê. — Sophia sorriu e encostou a cabeça no pescoço de Demi.

— Tomem cuidado e se beberem voltem de táxi, por favor.

— Pode deixar que eu cuido delas, Sra. Lovato. — Anne sorriu animada, Dianna riu e beijou a testa de cada uma.

— Juízo, meninas. — Após beijar várias vezes as bochechas de Sophia, Demi entregou a filha para a mãe e desceu com as garotas. Quando adentraram no carro, Anne ligou o som em uma música agitada e elas foram em direção à casa de Selena. Assim que chegaram, Miley apertou a buzina várias vezes apenas para irritar Selena, não demorou muito e Selena apareceu sorridente, ela vestia um vestido preto apenas de uma manga.

— Como você está sexy. — Miley disse dando um tapinha no bumbum da amiga assim que ela entrou no carro.

— Olha só quem fala, vocês estão um arraso, meninas.

— Sel, essa é minha amiga e assistente Anne, ela trabalha em Nova York comigo e está fazendo uma visita. — Demi disse apresentando a amiga. Selena estendeu a mão educadamente mas Anne sorriu e abraçou Selena, como se já a conhecesse há anos.

— Se é amiga da Demi é minha amiga também. — Selena riu e retribuiu de bom agrado o abraço de Anne.

— Nicholas deixou você vir? — Miley perguntou enquanto abaixava o volume do som.

— Ele foi jogar sinuca com os garotos. — Deu os ombros, eles nunca se proibiam de curtir uma noite entre amigos contanto que respeitassem os limites que haviam no relacionamento, estava tudo certo.

Achar uma vaga para estacionar o carro não foi uma tarefa muito fácil, parecia que Nashville inteira estava naquele pub, o local estava completamente lotado e Demi ficou vários minutos rodando o carro pelo enorme estacionamento até achar uma vaga. As quatro garotas desceram do carro e caminharam lado à lado em direção à entrada do pub que estava lotado, uma música animada e alta tocavam no local animando o pessoal, fazia anos que Demi não frequentava um lugar como aquele. Elas entraram no estabelecimento e foram direcionadas à uma mesa, elas se acomodaram ao redor da mesa e rapidamente um garçom se aproximou delas com suas bebidas.

— Fiquem à vontade. — O garçom disse após servi-las e se retirou logo em seguida.

— Será que eu vou arrumar um cara pra me levar pra casa hoje? — Anne perguntou observando os homens bonitos que passavam entre as mesas.

— Se você quer um boy veio pro lugar certo, aqui só tem homem bonito. — Miley disse e bebeu um pouco da sua bebida.

— Eu acho que vou pra pista de dança, alguém me acompanha? — Miley assentiu e levantou.

— Já que eu estou aqui, vou aproveitar. — Ela mandou beijos e acompanhou Anne até a pista de dança deixando Selena e Demi sozinhas. Demi riu e bebericou sua bebida.

— Como foi lá no orfanato? — Selena perguntou sorrindo. Demi mordeu o lábio inferior mas não conseguiu conter o enorme sorriso que brotou em seus lábios ao lembrar da tarde maravilhosa que compartilhou com Joe.

— Foi incrível! As crianças são tão amáveis, doces e carinhosas. As irmãs fazem um ótimo trabalho com elas, eu encontrei Joseph por lá e ele parece ser bem amado por todos, eu fiquei muito feliz por isso. Por um momento eu me senti com dezessete anos novamente, sabe? Eu me lembrei da primeira vez que ele me levou lá e... foi como reviver aquele momento, nós deixamos nossas diferenças de lado e vivemos aquele momento juntos, foi simplesmente maravilhoso. Compartilhar esse momento com ele foi perfeito. — Selena assentiu sorrindo, a primeira parte do plano havia sido muito bem sucedida.

— Joe ama aquelas crianças, aquilo é uma parte dele e eu acho muito bonito todo esse amor e gratidão que ele sente, sabe? — Demi assentiu com um sorriso nos lábios mas quando ela olhou para o lado seu  sorriso foi desfeito ao ver Elisa adentrar no pub, que diabos! Havia sido um dia tão bom. Elisa estava acompanhada por outra garota, as duas se olharam por vários segundos que pareciam se transformar em horas, elas se fuzilavam pelo olhar e Demi só quebrou aquela troca de olhares quando ouviu a voz da irmã atrás de si.

— Os meninos estão jogando sinuca lá na parte de trás. — Miley disse animada, ela pegou sua bebida e Demi desviou o olhar de Elisa. Miley olhou para onde Demi olhava e tratou de fechar a cara.

— Não é possível que até aqui essa garota nos persegue, não sabia que aqui era tão mal frequentado. — Elisa fez questão de passar bem longe da mesa delas. — Vocês vão ficar aqui sentadas? Vamos pra onde os garotos estão, está bem mais animado. — Elas assentiram e se levantaram, Demi olhou para o lado e franziu o cenho, era Anne e Josh que estavam se pegando na pista de dança? Céus, aquilo era tão engraçado, eles eram o oposto um do outro.

— Os oposto se atraem, mana. — Miley falou ao ver o mais novo casal se pegando, ela segurou a mão da irmã e puxou ela para o outro lado. Nicholas, Joseph, Liam e mais alguns garotos que Demi não conhecia estavam bebendo e jogando sinuca.

— E ai, meninas. — Nick cumprimentou elas sorrindo enquanto abraçava Selena por trás.

— Tudo bom? — Demi cumprimentou cada um com um breve beijo na bochecha e quando chegou na vez do Joe, ela sentiu as bochechas corarem. Parecia que todos haviam percebido o clima que girava em torno deles.

— Nós também queremos jogar. — Miley falou pegando um dos tacos. Liam revirou os olhos e Demi percebeu, ela também pegou um taco e encarou Liam de forma intimidante.

— Vamos ver se vocês são boas mesmo. — Eles iniciaram uma nova partida. Demi pegou um copo de vodka de um dos garçons que passavam por ali e deu um gole, ela olhou para Joseph e mordeu o lábio inferior discretamente, aquele homem era sexy pra caralho! Selena foi a primeira a tentar porém não obteve sucesso nenhum, Demi foi a segunda e conseguiu encaçapar duas bolas, os garotos assobiaram animados e ela sorriu satisfeita. Quando ela se inclinou para acertar a próxima bola, Joe não deixou de dar uma bela conferida naquele corpo, Demi era sexy até quando não queria e aquele jeans moldava suas pernas e seu bumbum perfeitamente, infelizmente ele não foi o único que notou aquilo já que outros rapazes olhavam para o mesmo local que ele.

— Ah gatinha, isso é sorte de principiante. — Um dos garotos disse ao ver Demi encaçapar mais uma bola. Demi olhou para trás e sorriu vitoriosa. Joseph fechou a cara e cruzou os braços ao ver que ela dava mais atenção para todos ao redor menos pra ele. Afinal, ele queria o que?

— Aprendeu a jogar com quem, Demi? — Nick perguntou animado e Demi colocou o taco de lado quando errou.

— Com um amigo lá em Nova York, nos finais de semanas nós sempre íamos em um pub jogar sinuca e se divertir.

— Depois você poderia ensinar Selena à jogar. — Brincou e beijou a bochecha da mulher que lhe deu um tapa no braço. Demi riu e bebeu o resto da sua bebida. Nick e Selena foram até a pista de dança abraçados, Joseph foi em direção ao bar, Demi não perdeu tempo e foi atrás dele, as mulheres olhavam para os rapazes como gaviões e era um perigo deixá-lo sozinho por ai. Ela sentou em um banquinho ao lado dele e cruzou as pernas.

— Duas cervejas, por favor. — Ela pediu ao barman e sorriu quando Joe olhou para ela. — Esse pub é novo? Quando éramos mais novo não existia nada parecido.

— Ele já está aberto há uns cinco anos e todos da cidade frequentam ele, principalmente no final da semana. — Joe deu os ombros e tomou gole da sua cerveja. Demi o observou atentamente, ele era tão atraente com aquela jaqueta de couro preta e a barba por fazer.

— Amiga revirei esse pub todo atrás de você e você está flertando com um gato desses? Não perde tempo mesmo, vadia! — Anne já estava bêbada? Demi riu e Joe sentiu as bochechas corarem, tinha como ele ficar ainda mais fofo?

— Anne esse é Joseph, e Joseph essa é Anne, minha amiga. — Anne arregalou os olhos e apertou a mão de Joseph cumprimentando-o.

— Então você é o famoso Joseph? — Famoso? Joe arqueou a sobrancelha e encarou Demi. — Amiga agora entendo porque você corre tanto atrás desse gato, se eu tivesse um homem desse na minha vida eu ficaria de quatro pra ele a hora que ele quisesse. —  As bochechas de Demi coraram bruscamente, porque Anne tinha que falar tanta besteira quando estava bêbada? Joe gargalhou alto deixando Demi ainda mais constrangida. — Vou deixar os pombinhos sozinhos e vou atrás da Miley. Foi um prazer Joseph. — Demi deu um gole na sua cerveja e umedeceu os lábios. Anne era uma figura.

— Anne quando está bêbada só fala besteira.

— Vocês são amigas há muito tempo? — Demi assentiu e sorriu.

— Anne trabalha comigo em Nova York, nos conhecemos na faculdade. — Eles estavam cada vez mais próximos e nem haviam percebido. Em todo momento Demi desviava o olhar dos olhos esverdeados e encarava os lábios de Joseph, ela queria senti-lo sobre os seus. Seu coração estava acelerado e a atração entre eles estava cada vez mais gritante. Demi fechou os olhos e sentiu a respiração dele em seu nariz.

— E ai, Jonas? Se deu bem, ein? — Demi bufou frustada e encostou a cabeça no pescoço dele, diabos! Porque sempre tinha alguém para atrapalhar?

— Ah cara, vai se ferrar. — Joe disse e Demi riu baixinho. Joseph sentiu um arrepio percorrer todo seu corpo quando sentiu a respiração dela bater em seu pescoço. Aquela mulher era sua perdição, sem dúvidas. Demi depositou um beijo demorado no pescoço dele e se afastou com as bochechas coradas.— Eu acho melhor nós voltarmos. — Demi assentiu e desceu do banco, Joe colocou uma das mãos em volta da cintura dela e ela sorriu com o gesto. Eles caminharam juntos até o local aonde os amigos estavam e Joe franziu o cenho ao ver Elisa ali. Demi revirou os olhos e colocou a mão sobre a mão de Joseph que estava em sua cintura, ela sorriu cínica quando Elisa olhou para eles e fechou a cara.

— Amor? — Elisa se aproximou deles e puxou Joseph como se ele fosse sua prioridade. — Se eu soubesse que você estava aqui tinha vindo antes para tentar mantes pessoas desnecessárias longe de você. — Ele virou o rosto quando Elisa foi lhe dar um selinho e ela acabou beijando sua bochecha.

— Eu não preciso de proteção, Elisa. Sei muito bem me cuidar. — A cara de Elisa foi impagável e Demi não conseguiu conter o riso. Miley olhou para Selena e as duas sorriram cúmplices. Joseph e Demetria estavam se aproximando cada vez mais e elas estavam satisfeitas, em breve a máscara de Elisa cairia e o caminho estaria livre para Demi.

--

oi meninas, como vocês estão? 
o bloqueio ainda não me largou e esse é o motivo pela minha demora. eu não sei o que dizer sobre esse capítulo, acho que de todos esse foi o capítulo que eu menos gostei. eu juro que vou me esforçar para trazer capítulos melhores pra vocês, o.k?
me digam o que acharam do capítulo nos comentários, a opinião de vocês é muito importante pra mim, enfim, meninas por hoje é só. | respostas do capítulo anterior aqui.
vou começar a adiantar o próximo pra não demorar tanto, bjs amores 💖


vamos sofrer juntas. 

13 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAA eu não consigo parar de berrar aqui, socorro!
    Esse capítulo está maravilhoso, minha nossa... meu coração tá que não se aguenta aqui <3
    Ah e EU SABIA que aquela mulher era a mãe do Joe. Estou muito ansiosa pelo "momento certo" em que ela vai contar tudo pra ele, prevejo minhas lágrimas nesse dia.
    Quando a Miley chegou daquele jeito já pensei "vem merda ai" mas acredito que esse término dela com o Liam não vai durar, foi coisa de momento e logo eles voltam.
    A ANNE NEM CHEGOU MAS JÁ CONSIDERO PAKAS! Ela é uma figura sdjsdj a parte que ela conhece o Joe foi uma das mais engraçadas.
    O que dizer do momento jemi no pub? TÔ LARGADA AQUI NO CHÃO! Tive um treco quando interromperam eles, mas esse finalzinho em que ele dá uma patada da Elisa... foi épico :') Aguardando de perninha cruzada a máscara dela cair, só vem!
    Enfim, finalmente comentei aqui e estou feliz por ter conseguido um tempinho. Está tudo perfeito! Poste assim que puder, o.k? Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH VAMOS SURTAR JUNTAS, MIGS.
      fico feliz em saber que você gostou. ♥
      sim, ela é a mãe do Joe e vai ser babado quando ela contar a verdade, já estou me tremendo toda aqui. sim, foi só uma coisinha besta, a verdade é que eu tava sem ideia pro capítulo e acabei colocando isso jsjsjs
      Anne é maravilhosa, também já considero ela pakas.
      aguarde porque o próximo tem um momento jemi de acabar com a gente, tô me tremendo toda aqui, scrr jsjsjs
      A MÁSCARA DELA VAI CAIR E ESTÁ BEM PRÓXIMO!
      vou postar hoje mesmo, bjs.

      Excluir
  2. Cap Lindo .nao vejo a hora desse casal maravilhoso ficar junto .toma Elisa sua vaca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz que tenha gostado.
      está bem perto deles ficarem juntos, só aguarde.
      os dias da Elisa estão contados.

      Excluir
  3. Meu Deus q capitulo perfeito.tu parou ai só para me matar de curiosidade so pode.num vejo a hora de ter pegação desse casal kkkk. E essa Elisa cobra tem q ser desmascarada essa vadia.Amei o capitulo essa é a minha fic favorita.E estou ansiosa pelo próximo capitulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz em saber que você gostou.
      esse capítulo vai ter continuação e vai ser de abalar nossas estruturas.
      a máscara dela vão cair BEM EM BREVE, prometo.
      obrigado pelo carinho, fico muito feliz quando vocês me dizem coisas como essa ♥.
      vou postar hoje mesmo, bjs.

      Excluir
  4. MANO que capítulo perfeito juro que um dos meus favoritos! Eu tô amando muito todos esses momentos jemi! Eu amo o jeito que vc escreve e não para por favor! Você é uma das poucas que escreve jemi e faz minha vida de iludida mais feliz ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz em saber que gostou.
      se prepare que no próximo tem mais, as mãos chegam a tremer pra dar spoiler.
      eu não vou parar, prometo.
      fico muito feliz por todo o carinho que recebo aqui, obrigada por tudo. ♥

      Excluir
  5. Meu deus não demora pra postar por favor ? T-T

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vou postar hoje, aguenta coração!

      Excluir
  6. CARACA ! EU AMEI ! Você está indo bem !! Cada dia fica melhor isso sim ! ... Quero mais !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH OBRIGADO PELO CARINHO. ♥
      vou postar hoje mesmo, bjs

      Excluir
  7. bicho vou correr pra ler o capítulo 31 vlw flw

    ResponderExcluir